Hospital de Faro sem cirurgiões depois das 20 diz Sindicato, CHUA nega

  • Print Icon

Informações de última hora chegadas ao Sindicato Independente dos Médicos (SIM) asseveram que depois das 20 horas de hoje, 9 de dezembro, o Serviço de Urgência do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) em Faro estará sem cirurgiões.

«À exaustão e desmotivação dos Cirurgiões de Faro, que levaram à manifestação de indisponibilidade das chefias de urgência anunciadas no fim da semana passada, junta-se agora a revolta desencadeada pelas jactantes afirmações da ministra Marta Temido à comunicação social negando a falta de médicos no CHUA», diz o SIM.

Na sequência desta notícia sobre a escala de cirurgia geral, o Conselho de Administração do CHUA vem de novo tranquilizar a população e os utentes, desmentindo aquela força sindical.

‌‌«A resposta em Urgência na especialidade de cirurgia geral está assegurada no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), tanto na Unidade Hospitalar de Faro como na Unidade Hospitalar de Portimão, através de uma solução conjunta entre cirurgiões do quadro e cirurgiões, que através de outros regimes de contrato, trabalham com o CHUA há alguns anos, estando perfeitamente integrados nas equipas», assegura em nota enviada às redações.

«A administração, como sempre, está empenhada e a trabalhar em conjunto com os profissionais e as respetivas equipas de cirurgia geral da Unidade Hospitalar de Faro no sentido de encontrar as melhores soluções e assim continuar a garantir uma resposta de âmbito regional, pois só com o empenho e colaboração entre todos – médicos do quadro e médicos prestadores de serviço – temos conseguido garantir um serviço aberto ininterruptamente todos os dias do ano», conclui a nota do gabinete de comunicação do CHUA.