GNR passou 77 multas por caravanismo ilegal na Costa Vicentina

  • Print Icon

Operação decorreu hoje, dia 26 de novembro, em várias praias naquela área protegida.

A Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento Territorial de Portimão, realizou hoje, 26 de novembro, uma operação de fiscalização direcionada para o caravanismo selvagem, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV).

A fiscalização foi efetuada nas praias do Amado, do Barranco, Ingrina e no sítio Ponto da Fisga, todas pertencentes ao PNSACV, tendo como objetivo «a proteção dos recursos naturais, a manutenção e valorização das paisagens naturais e seminaturais, sendo estes valores ameaçados com a ocupação ilegal destes espaços, acompanhada da deposição descontrolada de resíduos por parte dos caravanistas».

No decorrer das ações de fiscalização foram elaborados 77 autos de contraordenação por práticas de caravanismo proibidas, todas elas previstas no Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSACV.

Os autos de contraordenação elaborados irão ser remetidos ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

A GNR salienta que «é necessário adotar um comportamento «amigo do ambiente, visto que a prática de caravanismo, fora dos espaços e das regras estabelecidas, pode pôr em causa não só a natureza e o ambiente, como também ser um risco para a saúde pública».