Campismo e autocaravanismo ilegal vale 91 multas na Costa Vicentina

  • Print Icon

Guarda levantou 116 autos de contraordenação.

A Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento Territorial de Portimão, da Direção Regional do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) do Algarve e da Câmara Municipal de Vila do Bispo – Serviço Municipal de Proteção Civil, levaram a cabo ontem, quinta-feira, 13 de agosto, uma ação de fiscalização, no concelho de Vila do Bispo, contra o campismo e autocaravanismo selvagem.

A operação decorreu no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e envolveu 22 elementos (10 Vigilantes da Natureza e 10 Militares da GNR – Posto Territorial de Vila do Bispo (sete) e Núcleo de Proteção da Natureza (três) e dois do Serviço Municipal de Proteção Civil, com oito viaturas.

Decorrendo entre as 8h00 e as 13h00 horas, resultou no levantamento de um total de 116 autos, dos quais 91 contraordenações resultantes de campismo e autocaravanismo selvagem, bem como estacionamento ilegal em locais não permitidos, e 25 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

O campismo e autocaravanismo selvagem «é um problema identificado há muito e que constitui fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos, além de representar uma ocupação ilegal da qual resulta uma degradação dos locais utilizados por deposição descontrolada de resíduos», explica o ICNF.

Assim, estas ações de fiscalização têm como objetivo «desincentivar práticas ilegais e fortemente degradadoras de uma área de elevado valor natural mas também turístico».