GNR de Portimão doa 41 quilos de polvo a instituição local

  • Print Icon

Polvo foi apreendido por ser capturado fora do horário legal e em quantidade superior ao permitido.

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) de Portimão da Guarda Nacional Republicana (GNR) apreendeu no sábado, dia 30 de maio, 41 quilos de polvo Octopus Vulgaris, na Praia do Barranco de Benaçoitão, em Vila do Bispo.

Os factos registaram-se em resultado de uma ação de fiscalização ao exercício da pesca lúdica, onde os militares da Guarda intercetaram «um homem, de 38 anos, que transportava exemplares de polvo resultantes da atividade que se encontra interdita».

É que, relativamente à espécie Octopus Vulgaris, «foram implementadas restrições temporárias, interditando a captura, a descarga e a manutenção a bordo e venda, entre as 22h00 de sexta-feira e as 22h00 horas de domingo, nas áreas de jurisdição das Capitanias dos Portos do Algarve, visando esta medida contribuir para a gestão sustentável deste recurso».

Está também interdita, no mesmo período e local, a captura de mais de dois exemplares de polvo por cada pescador lúdico devidamente licenciado.

O polvo apreendido foi devidamente acondicionado nas instalações da Lota, em Portimão, onde após inspeção realizada na manhã de domingo, dia 31 de maio, pela Autoridade Veterinária, «se verificou que o polvo se encontrava próprio para o consumo humano, tendo o mesmo sido doado a uma instituição de solidariedade social local».