GNR apreende embarcação com 785 quilos de haxixe na Fuzeta

  • Print Icon

Foram detidos dois homens.

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Olhão deteve ontem, domingo, dia 11 de outubro, dois homens de 24 e 26 anos, por tráfico de estupefacientes, apreendendo 785 quilos de haxixe na Fuzeta.

Através do Sistema Integrado de Vigilância Comando e Controlo (SIVICC), gerido e operado pela UCC, foram detetadas duas embarcações encostadas a fazer o transbordo de objetos que se assemelhavam a fardos de haxixe, perto das 23h30.

Nesse contexto, foram acionados de imediato os meios marítimos da UCC, sendo possível interceptar a embarcação que estava a receber material.

No momento da abordagem, ainda em mar, procedeu-se à detenção dos dois tripulantes e à apreensão de uma embarcação de fibra, com cerca de cinco metros de comprimento, bem como dos 22 fardos de haxixe, que correspondem a 785 quilos de estupefaciente que se encontravam a bordo da embarcação.

A venda do estupefaciente apreendido poderia resultar num valor acima dos dois milhões de euros.

Em declarações aos jornalistas, o comandante da operação, Capitão Nuno Marinho explicou que à primeira vista «era uma situação altamente suspeita. Poucos minutos depois foi possível interceptar uma embarcação de pesca local, de boca aberta, ainda em mar, quando se dirigia para a Barra da Fuzeta, carregada de estupefacientes».

Nenhum dos tripulantes tinha cadastro ou era conhecido das autoridades por atividades ilícitas ou tráfico de droga.

Segundo as estimativas de Nuno Marinho, o haxixe teria um valor de cerca de 2 milhões de euros no mercado ilegal.

Este crime é da competência específica da Polícia Judiciária que continuará com as diligências da investigação.

Marinho admitiu que 2020 está a ser um ano «com algumas ocorrências deste tipo de crime e é inequívoco que a costa algarvia tem sido fustigada» pelos narcotraficantes.

Uma segunda embarcação, do tipo lancha voadora, encetou uma fuga para alto mar em alta velocidade, conseguindo escapar com facilidade à patrulha da GNR.

Os jovens detidos, ambos de nacionalidade portuguesa, aguardam medidas de coação.