GNR apreende armas a homem que ameaçava ex-companheira em Tavira

  • Print Icon

Homem foi constituído arguido.

A Guarda Nacional Republicana (GNR), através do seu Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Faro, constituiu como arguido um homem de 44 anos, ontem, quarta-feira, dia 29 de julho, por violência doméstica, no concelho de Tavira.

No âmbito de uma investigação relacionada com um episódio de injúrias e ameaças à ex-companheira de 37 anos, os militares da Guarda cumpriram um mandado de busca domiciliária à residência do visado.

Na diligência, foi apreendido vário material como três caçadeiras, uma carabina, dois carregadores de carabina, 46 cartuchos, 28 munições, uma mira diurna e uma mira noturna.

O armamento apreendido encontrava-se devidamente documentado, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Tavira.