GNR apanha traficante de droga na Mata Nacional de VRSA

  • Print Icon

Indivíduo recebeu a droga por via marítima.

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do seu subdestacamento de Vila Real de Santo António (VRSA), deteve ontem, segunda-feira, dia 8 de junho, um homem de 38 anos pelo crime de tráfico de estupefacientes. Em simultâneo, foram apreendidos 2,3 quilos de cannabis, na Mata Nacional de Vila Real de Santo António.

Esta diligência deu-se no âmbito de uma ação de vigilância que visava o controlo da fronteira marítima, nomeadamente a monitorização das embarcações no Rio Guadiana.

«Foi detetada uma mota de água, que navegou até à margem portuguesa e terá passado três volumes para um outro homem que se encontrava em terra. Após a transação, a mota de água dirigiu-se para a margem espanhola», detalha a Guarda.

«Por se julgar ser uma ocorrência suspeita, de imediato foram acionados os meios adequados para se proceder à abordagem do homem que recebeu os volumes, que quando se apercebeu da presença dos militares da GNR encetou fuga apeada, tendo sido intercetado momentos depois, na Mata Nacional de VRSA», acrescenta a autoridade.

No seguimento da abordagem, «foi constatado que no interior do veículo do suspeito se encontrava ainda um telemóvel e 580 euros em numerário. Foram então apreendidos 2,3 quilos de cannabis, que correspondem a 920 doses diárias e, após venda, poderia render mais de 10 mil euros».

O detido encontra-se neste momento a ser presente ao Tribunal Judicial de Faro, para aplicação de medidas de coação.

Este subdestacamento de Controlo Costeiro da GNR já havia procedido à detenção de dois indivíduos nas proximidades do local desta operação, no passado dia 5 de junho, por se encontrarem na posse de um quilo de haxixe e 32 gramas de cocaína, na sequência do transbordo de um volume de uma embarcação suspeita, proveniente de Espanha e que encostou à margem portuguesa do Rio Guadiana.