ETIC_Algarve celebra Dia da Europa

  • Print Icon

Pelo quarto ano, a escola técnica ETIC_Algarve vai celebrar, a 9 de maio, o Dia da Europa nas instalações, no primeiro piso do Mercado Municipal de Faro, entre as 11 e as 17 horas. A data assinala a contínua participação desta escola nos projetos do Programa ERASMUS+, financiados pela Comissão Europeia, que já permitiu o envio de mais de 50 recém-graduados para estágios profissionais bem como a mobilidade de mais de 30 formadores e elementos da equipa para escolas europeias de referência em regime jobshadowing e missões de ensino.

O programa, aberto ao público, contará com a participação de todos os alunos, formadores e staff que embarcaram nesta aventura europeia. Contará com um balanço dos projetos de mobilidade europeus, bem como o testemunho de alguns participantes do projeto em vigor «ETIC_Algarve In Motion 2.0».

No «momento de comemoração e partilha», irão também marcar presença entidades parceiras que atuam no domínio europeu, nomeadamente a Agência Nacional ERASMUS+ Educação e Formação, a  ECOS – Cooperativa de Educação, Cooperação e Desenvolvimento CRL, a DYPALL, através da REDE MOVE, a Anje Faro e a ETIC Lisboa, que farão apresentações sob a temática das Eleições Europeias, do Empreendedorismo, do Voluntariado, da Mobilidade, do Prosseguimento dos Estudos de nível Superior, entre outros.    

No decorrer do evento, será ainda inaugurada a exposição CH2=CH2, de Rúben Caeiro. Participante do Projeto ETIC_Algarve IN_Motion 2.0 na cidade de Berlim, apresentou como projeto final desta experiência uma abordagem fotográfica centrada no tema “Plásticos e os seus problemas de deterioração no meio ambiente”. Serão também expostos os trabalhos finais realizados pelos restantes participantes e por fim, entregues os Documentos de Mobilidade Europass e a Certificação da Mobilidade pela ETIC_Algarve.

« O desenvolvimento deste tipo de projetos tem sido motivo de orgulho não só por levar o nome ETIC_Algarve pela Europa fora, como também por potenciar aos nossos recém graduados a oportunidade de contactar com empresas europeias que lhes permitem adquirir um conjunto de aptidões e conhecimentos, a nível técnico e pessoal. Por outro lado, são estes projetos, que têm permitido o estabelecimento de protocolos com universidades europeias que tornam possível aos nossos alunos dos cursos de 2 anos a realização de um 3º ano para aquisição de nível 6», explica Nuno Ribeiro, diretor pedagógico da escola.