Eurocidade do Guadiana plantou árvores autóctones nas margens do rio

  • Print Icon

No âmbito das celebrações do Dia da Cooperação Europeia (ECday), a Eurocidade do Guadiana realizou na sexta-feira, 25 de setembro, uma cerimónia simbólica de plantação de árvores autóctones junto ao rio Guadiana.

As árvores escolhidas foram três oliveiras, que simbolizam a paz e união dos três municípios, sendo plantadas no jardim em frente ao ferry que liga as duas margens do rio, próximo à antiga alfândega, em Vila Real de Santo António (VRSA).

Desta forma, a área que em outros tempos serviu de intercâmbio comercial e fronteira fluvial entre países, simboliza agora «um ponto de forte conexão e colaboração, enraizada para continuar caminhando juntos como um território cada vez mais unido e próspero».

A cerimónia, inicialmente aberta ao público, foi realizada em forma restrita por razões de prevenção sanitária, estando presentes membros das três câmaras municipais,  representantes do projeto EuroGuadiana 2020, e a comunicação social.

Nas palavras de Remedios Sanchez, vereadora de Eurocidade do Ayuntamiento de Ayamonte, «comemoramos o Dia da Cooperação Europeia com este ato para que fique constatada a contínua colaboração, compreensão e bom trabalho entre os três municípios, que desde a criação da Eurocidade do Guadiana é ainda mais palpável».

Por sua vez, Victor Rosa, vereador da área do Ambiente da Câmara de Castro Marim, disse que «estas oliveiras, símbolos da paz, ainda são pequenas e, tal como à Eurocidade, vamos apoiar para que continuem a crescer, a fortalecer-se e a dar muitos e bons frutos».

Para encerrar a cerimónia, Luís Romão, diretor da Eurocidade do Guadiana e vice-presidente da Câmara Municipal de VRSA, concluiu que «conforme indicado na placa comemorativa, a partir de certo ponto, não há retorno. A nossa colaboração e o trabalho conjunto só podem continuar e melhorar cada vez mais».

A fronteira entre Espanha e Portugal, a maior e mais antiga da União Europeia, é uma das áreas em que a cooperação europeia intervém para promover a coesão territorial e melhoria da qualidade de vida dos cidadãos transfronteiriços. A Eurocidade do Guadiana recebe apoio europeu através dos Fundos FEDER, especificamente o Programa Interreg, que também comemora 30 anos a funcionar.