DIAP de Faro acusa suspeitos de homicídio em São Brás de Alportel

  • Print Icon

O Ministério Público da 2ª Secção de Faro (especializada) do Departamentos de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro deduziu acusação para julgamento por tribunal coletivo contra um homem e uma mulher de, respetivamente, 39 e 38 anos de idade, por indícios da prática de diversos crimes.

De acordo com a acusação, na noite de 17 para 18 de setembro de 2018, em São Brás de Alportel, quando a vítima estava no quarto com a arguida, o arguido entrou em casa da vítima, foi ao seu quarto, e, com a vítima ainda deitada na cama, bateu-lhe repetidamente com um instrumento não determinado até a matar.

A vítima era um homem de 70 anos de idade, conhecido da arguida.

Depois, ambos os arguidos terão despejado álcool sobre a cama da vítima, ateado fogo a papéis, aberto os bicos de gás do fogão e acendido uma vela, tentando, desse modo causar uma explosão e um incêndio que apagasse os vestígios do crime.

Terão também revistado a casa e levado consigo os valores que encontraram.

Estão imputados a ambos os arguidos os crimes de roubo agravado e de incêndio tentado.

Ao arguido está, também, imputado o crime de homicídio qualificado.

O arguido encontra-se em prisão preventiva e a arguida está sujeita à obrigação de apresentação periódica no posto policial e a proibição de sair do concelho da sua residência.

O inquérito foi dirigido pelo MP da 2ª secção de Faro do DIAP de Faro, com a coadjuvação da Polícia Judiciária de Faro.