Detido por violência doméstica em Faro fica com pulseira eletrónica

  • Print Icon

O Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), deteve no dia 14 de janeiro, terça-feira, um homem de 26 anos, pela pratica do crime de violência doméstica, em Faro.

No decorrer da investigação, os militares da GNR apuraram que o homem agredia, injuriava e ameaçava de morte, de forma reiterada, tanto a sua companheira de 34 anos, como a sua própria mãe, uma idosa de 70 anos, tendo numa das situações chegado mesmo a atear fogo à residência da família.

No seguimento das diligências, os militares deram cumprimento ao mandado de detenção.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Faro, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de proibição total de contactos com as vítimas e afastamento da residência, ficando controlado por pulseira eletrónica.