Crianças de Messines convidam à troca solidária de papel por alimentos

  • Print Icon

Até dia 31 de Agosto, um grupo de crianças que vive em São Bartolomeu de Messines convida a população a mobilizar-se pelas causas do ambiente e da solidariedade.

O desafio lançado consiste em convidar as pessoas a entregar o seu papel em «fim-de-vida» na Junta de Freguesia durante a semana, ou no sábado, dia 31, também no Mercado Municipal desta vila, entre as 10 e as 12 horas, para que seja possível trocar papel por alimentos.

É uma colaboração com a campanha do Banco Alimentar Contra a Fome, que permite converter papel em alimentos, que posteriormente serão distribuídos aos mais carenciados pela rede de entidades apoiadas com alimentos.

Neste caso, os alimentos serão distribuídos mais tarde pela Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines.

Este movimento de sensibilização foi iniciado por um menino de 11 anos, o Gaspar, que partilhou com os pais e, mais tarde, com a presidente da Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines, Carla Benedito, a sua grande preocupação com o facto de «os adultos não estarem a separar o lixo e a aderir à reciclagem, pondo em causa os recursos e a sustentabilidade do planeta».

Para ele, «já não é suficiente o que a sua família faz». É necessário, «com urgência, levar outras pessoas e famílias a fazê-lo».

«Este sentido da urgência da acção é o peso com que vivem as crianças do presente, que compreenderam bem que não haverá futuro se não o começarem já a construir».

A iniciativa para sensibilizar os adultos arrancou no dia 3 de Agosto, com um grupo de crianças, jovens e pais que aderiram, estando junto aos ecopontos da vila a ensinar os mais velhos a separar o lixo.

No dia 17, os voluntários transformaram-se em ecopontos móveis e percorreram as ruas antigas da vila, onde reside população mais idosa e com mais dificuldades de mobilidade para recolher e encaminhar os resíduos para os ecopontos, entregando material informativo cedido pela Algar.Q