COVID-19: VRSA cria Zona de Apoio para casos suspeitos e confirmados

  • Print Icon

Município apetrechou o espaço e fica responsável pela limpeza e fornecimento de refeições.

O município de Vila Real de Santo António (VRSA), em articulação com a Subcomissão de Proteção Civil COVID-19 e a Autoridade Local de Saúde, criou uma Zona de Apoio à População (ZAP), estrutura que em caso de necessidade estará apta a dar uma resposta rápida a possíveis situações de emergência e auxílio.

Este recurso permitirá acolher grupos específicos que necessitem de ficar em isolamento e alojar pessoas que já estejam contaminadas com o novo Coronavírus (ou sejam suspeitas de contaminação), prevenindo assim a infeção de familiares e da restante população.

A estrutura está localizada no Pavilhão João Ilídio Setúbal, junto ao Centro de Saúde de VRSA. O equipamento disponibiliza 85 camas nas devidas condições de higiene e segurança, com separação de áreas e circuitos próprios de sujos e limpos, de forma a evitar focos de contágio.

O local foi escolhido por reunir várias condições: proximidade ao Centro de Saúde; área suficiente para a colocação de camas em que seja respeitada a distância de segurança mínima; existência de balneários e sanitários em número suficiente que permita a higiene de doentes e pessoal médico e auxiliar em separado; chão e paredes laváveis que permitem a limpeza de acordo com as medidas de higienização de instalações hospitalares, e o fácil acesso de ambulâncias e profissionais de saúde ao local.

O apetrechamento da ZAP esteve a cargo do município de VRSA, através da doação de diversos materiais – como lençóis, mantas, almofadas, toalhas, cadeiras, mesas, entre outros – por parte dos funcionários da Câmara Municipal, empresários e comunidade em geral, tendo sido posteriormente entregues à Autoridade Local de Saúde. Todas as ações de limpeza, higienização e desinfeção do espaço, vigilância e fornecimento das refeições serão também da responsabilidade do município.

A instalação deste equipamento «representa mais um esforço do município de VRSA para implementar medidas e desenvolver ações que visem não só a minimização do contágio por COVID-19 no concelho mas, também, o apoio à população afetada ou em situação de vulnerabilidade», afirma a autarquia em nota enviada às redações.