Castro Marim pede testes COVID-19 nas chegadas ao Aeroporto de Faro

  • Print Icon

Autarca defende aperto nas medidas de controlo sanitário para evitar «descontrolo».

O município de Castro Marim emitiu um alerta ao Governo, na sequência da nova fase de desconfinamento, a iniciar dia 1 de junho, para «a necessidade de controlo à entrada de visitantes, nomeadamente os oriundos de países de alta intensidade pandémica».

O autarca e médico Francisco Amaral defende que «teria de ser exigido teste recente negativo para o COVID-19 ou obrigatoriedade deste ser realizado à chegada ao país», neste caso no Aeroporto de Faro.

A autarquia defende a necessidade de controlo considerando que «a vinda destes turistas para o Algarve, com potencial elevado de infeção, poderá representar o descontrolo alargado e até caótico da infeção por COVID-19, situação que até ao momento se encontra estável e controlada».

Caso o descontrolo da venha a acontecer, «trará graves consequências para a saúde dos algarvios e para a já de si depauperada economia da região».

O Algarve, «como uma região com selo Clean and Safe, deve ser apanágio de todas as forças vivas regionais e nacionais».