Castro Marim espera potenciar turismo com a Estação Náutica do Baixo Guadiana

  • Print Icon

A Câmara Municipal de Castro Marim assinou o protocolo de parceria, formalização e constituição da Estação Náutica do Baixo Guadiana (ENBG), iniciativa da Estação Naval do Guadiana que vem promover a diversificação da oferta deste destino turístico e atrair outro tipo de visitantes.

O principal objetivo desta Estação Náutica é «a afirmação da região Baixo Guadiana enquanto destino náutico, proporcionando uma oferta turística integrada e de qualidade, que consiga fazer frente ao problema da sazonalidade comportado pelo conceito turístico de sol e mar».

Pretende-se que, em 2022, este território se tenha consolidado com novos polos de visita e uma dinâmica capaz de contribuir para a fixação de pessoas e para a criação de novos postos de trabalho.

O projeto passa pela integração dos recursos já existentes, que incluem o alojamento, a restauração, a cultura, o património e o desporto, entre outras, na criação de novos conceitos e ofertas turísticas.

O município de Castro Marim vê na ENBG «uma oportunidade estratégica na promoção da Barragem de Odeleite, que vai diversificar a oferta turística do concelho com diversas atividades recreativas e desportivas».

A potenciação das margens do Rio Guadiana, a valorização da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim/VRSA e o alavancar de outros produtos turísticos e desportivos, incluindo aqueles que estão relacionados com o «ouro branco» de Castro Marim, «são outras das grandes mais-valias desta iniciativa para o município».

A ENBG une o território de quatro municípios portugueses do Guadiana (Vila Real de Santo António, Castro Marim, Alcoutim e Mértola) e o Ayuntamiento de Ayamonte. São mais de 30 as entidades públicas e privadas que integram este protocolo de parceria, desde administrações locais, entidades regionais e locais de turismo, clubes náuticos, marinas e portos de recreio, operadores marítimo-turísticos, estabelecimentos hoteleiros e de restauração, entre outros.