Castro Marim conquista Prémio da Mobilidade em Bicicleta

  • Print Icon

Autarquia tem feito vários investimentos em ciclovia.

A Câmara Municipal de Castro Marim recebeu na quinta-feira, dia 17 de outubro, através da sua vice-presidente Filomena Sintra, o prémio nacional da Mobilidade em Bicicleta, numa iniciativa da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta.

Aproveitando esta condecoração e no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, que decorre desde dia 16 e até amanhã, dia 22 de setembro, que é também o dia Europeu sem Carro, Castro Marim junta-se ao movimento europeu de mobilidade sustentável e limita o trânsito automóvel de uma das principais artérias da vila de Castro Marim, a Rua Dr. José Alves Moreira, à circulação de transportes públicos e veículos de emergência.

Assim, ao longo do dia de amanhã, terça-feira, a autarquia de Castro Marim lança à comunidade o repto de «aderir a uma mobilidade sustentável». No mesmo dia, o município de Castro Marim lança a imagem do projeto integrado de sustentabilidade ambiental, o Triângulo Verde Ciclável, que passa por ligar Vila Real de Santo António (VRSA), Castro Marim e a Praia Verde.

A Ciclovia da Lezíria, com uma extensão de 3 quilómetros que ligam VRSA a Castro Marim, foi inaugurada em fevereiro deste ano e permite também o acesso ao interior da Reserva Natural do Sapal.

Está para breve o arranque da construção da próxima infraestrutura ciclável, Castro Marim – Praia Verde, que será também um troço da Ecovia do Litoral e do EuroVelo, promovida pela CCDR – Algarve e pela AMAL.

Localizada na EN 125-6, a via de acesso à freguesia de Altura e ao IC27, deverá ter uma extensão de cerca de 5 quilómetros e a sua criação está integrada num projeto de valorização da rodovia, nomeadamente no alargamento e repavimentação e na melhoria da drenagem.

A Ciclovia da Lezíria foi uma obra enquadrada no PO CRESC Algarve 2020, no âmbito do plano de ação PADRE, aprovado para o Baixo Guadiana na operação READY, apoiada por Portugal e pela União Europeia, cofinanciada a 70 por cento pelo FEDER.

A próxima ciclovia de Castro Marim até à Praia Verde é uma empreitada estimada em cerca de 850000 euros acrescidos de IVA, enquadrada no PO CRESC Algarve 2020, cofinanciada a 50 por cento pelo FEDER, no âmbito do PAMUS (Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável). A obra será ainda objeto de candidatura ao Empréstimo Quadro do BEI.

Numa parceria transfronteiriça, a autarquia castromarinense tem em candidatura um troço da Ciclovia Paco de Lucía, que irá ligar a sede concelho ao Monte Francisco, à Junqueira, à sede da Reserva Natural e a Ayamonte, através da Ponte Internacional do Guadiana.

Segundo Filoena Sintra, os objetivos passam por «promover saúde, ambiente e mobilidade carbono zero, para uma sociedade mais feliz e mais saudável. Assim, isso deve estar nos desígnios de qualquer política autárquica e governamental, que deve, inclusive, apoiar todas essas medidas».