Castro Marim apoia famílias vulneráveis com vales alimentares

  • Print Icon

Medida tem como objetivo combater as consequências da pandemia.

A Câmara Municipal de Castro Marim, na sequência da pandemia COVID-19, «tem-se esforçado por criar e implementar medidas excecionais e temporárias que auxiliem as situações de fragilidade daqui resultantes», tendo aprovado em reunião de Câmara, por unanimidade, a atribuição de vales alimentares, destinados às famílias mais vulneráveis, face às atuais circunstâncias.

«As famílias que se encontrem em situação de carência devido aos efeitos da pandemia, e que por este facto tenham perdido rendimentos que afetam as suas economias familiares, devem apresentar a sua candidatura ao Gabinete de Ação Social do município de Castro Marim», através do preenchimento de um formulário e de alguma documentação comprovativa da situação económica do agregado.

Os vales serão atribuídos mensalmente e incluem a aquisição de bens alimentares e outros bens de primeira necessidade, tendo um valor de 25 euros por cada elemento do agregado, a ser usado exclusivamente em superfícies comerciais do concelho.

Os agregados podem ainda optar por um vale de 25 euros, caso pretendam adquirir um cabaz de produtos da terra.

Com o mesmo contexto de fragilidade económica, a Câmara Municipal de Castro Marim decidiu implementar o apoio ao arrendamento durante os próximos seis meses (suscetível de renovação) e estender os benefícios do Cartão do Idoso (à exceção da aquisição de medicamentos) à franja populacional mais abrangida pelo impacto económico da pandemia.

Cada beneficiário só poderá usufruir de uma das medidas referenciadas por mês, devendo também preencher um formulário e uma declaração de honra «onde garanta que não beneficia de apoio semelhante e para o mesmo fim». Pode consultar toda a informação aqui.