Bancários do Sul elogiam trabalho do seu coordenador na pandemia

  • Print Icon

Sócios do Sindicato dos Bancários de Sul e Ilhas não pouparam elogios ao coordenador da Seção Regional.

Os sócios da Secção Regional de Faro do Sindicato dos Bancários de Sul e Ilhas (SBSI) elogiaram o trabalho «meritório e incansável» do seu coordenador, José Manuel Martins, pela ajuda prestada diariamente durante o período de confinamento causado pela pandemia COVID-19.

O coordenador «de uma das maiores secções regionais do SBSI arregaçou as mangas e minimizou, na medida do possível, os problemas de vária ordem transmitidos por dezenas de bancários algarvios surpreendidos pelo estado de emergência».

Muitos dos sócios agradeceram e transmitiram o seu contentamento com a postura e dedicação de José Manuel Martins, que «revelou prontidão para resolver e ajudar as dificuldades diárias que lhe eram transmitidas».

Com o encerramento das instalações de Faro dos serviços clínicos do SAMS, a partir de 20 de março, o coordenador «deu a cara e começou por encaminhar as chamadas para o contacto da secção para o seu próprio telemóvel, atendendo todas, de forma a esclarecer e ajudar os sócios».

A mesma fonte explica que José Manuel Martins «deu informações das especialidades disponíveis abertas em hospitais privados na região com acordo SAMS/Advance Care (Hospital dos Lusíadas, Hospital das Gambelas e Hospital de Loulé ), abrindo as portas para que os sócios em maiores dificuldades conseguissem aceder às consultas necessárias».

O seu labor permitiu ainda resolver «várias situações urgentes a sócios, contactando directamente com médicos para o atendimento rápido dos doentes e chegando mesmo a marcar várias consultas».

O coordenador também informou sobre a existência de laboratório de análises clínicas em funcionamento, que prestaria serviço ao domicilio caso os utentes não estivessem disponíveis para sair de casa, bem como de farmácias com descontos para os sócios e entrega de medicamentos ao domicílio.

«Mesmo em tempo de confinamento, José Manuel Martins disponibilizou-se para fazer compras e visitou agências bancárias, ajudou e esclareceu colegas e disponibilizou-se para todo o auxílio necessário aos sócios», acrescenta esta fonte sindical.

O sócio Joaquim Rodeia salientou o «trabalho meritório em todos os níveis, apoiando todos os sócios do SBSI, que ficaram de um dia para o outro fechados em casa». Acrescentou ainda que «em muitos anos de vida e de bancário, e conhecendo o Sindicato há muitos anos, nunca vi ninguém a trabalhar desta forma», não se coibindo de afirmar que este «é o melhor coordenador que por cá passou».

Também o sócio José António Madeira afirmou «nunca ter visto uma pessoa tão dedicada e preocupada com os sócios, disponibilizando-se para o que fosse preciso, chegando até a oferecer-se para me fazer as compras no supermercado ou a ir buscar medicamentos à farmácia».