Alunos das escolas de Castro Marim vão ter refeições mais saudáveis

  • Print Icon

A Câmara Municipal de Castro Marim vai, durante este ano, fazer um forte investimento na adoção de uma alimentação mais saudável e sustentável nas escolas do município, num processo de reaprendizagem alimentar, com maior respeito pelos produtos endógenos.

A autarquia considera que este é «um investimento prioritário», permitindo às suas crianças uma alimentação nutricionalmente mais equilibrada, e permitindo também uma maior sustentabilidade de recursos, representando, ao mesmo tempo, um desafio necessário à contratação pública, que deverá também sensibilizar-se e orientar-se neste sentido.

Um processo de seleção dos alimentos mais criterioso é uma das medidas já implementadas. «A escolha e compra dos alimentos privilegia a origem de produção nacional e regional, como no caso do arroz e das frutas», explica em nota de imprensa o município, acrescentando que «se opta por alimentos menos processados e aditivados e por produtos biológicos, e são utilizados preferencialmente óleos monoinsaturados na confeção dos pratos, como é o caso do azeite».

Paralelamente a esta alteração, a autarquia de Castro Marim iniciou, na última sexta-feira, dia 1 de março, uma formação profissional para todos os operacionais que executam funções nos refeitórios do pré-escolar e 1º ciclo do concelho, permitindo a sensibilização e a aquisição de novos conhecimentos e práticas, que possam facilitar as suas tarefas diárias e contribuir para este conceito de cozinha natural.

O município de Castro Marim está também a organizar várias sessões de esclarecimento dirigidas aos encarregados de educação, educadores, professores e comunidade em geral, em datas a divulgar.