Aljezur abre concurso para atribuir 16 lotes para habitação

  • Print Icon

Município de Aljezur apoia a construção de habitação própria e promove novo concurso para atribuição de 16 lotes em terrenos municipais.

No âmbito do programa municipal de apoio à construção de habitação própria, a Câmara Municipal de Aljezur aprovou a atribuição, por sorteio, de 16 lotes em três dos loteamentos municipais do concelho de Aljezur.

A atribuição será feita por sorteio, de entre os candidatos que satisfaçam as condições para serem admitidos ao concurso, de acordo com o regulamento municipal em vigor.

O concurso ficará aberto pelo prazo de 30 dias e destinam-se a casais em situação de casados ou situação equiparada, com agregado familiar a cargo e pessoas solteiras ou em situação equiparada e que satisfaçam os critérios definidos pelo Regulamento Municipal que regula a Bolsa de Candidatos, nomeadamente que sejam residentes e recenseados no concelho de Aljezur e não detenham habitação própria ou terreno apto para construção.

O sorteio dos lotes terá lugar em Reunião de Câmara, de acordo com as datas que que constarão em edital público.

Dos 16 lotes municipais agora a concurso, três encontram-se na freguesia de Odeceixe (loteamento municipal de Malhadais), outros três lotes na freguesia do Rogil (loteamento municipal de Maria Vinagre) e 10 lotes na freguesia de Aljezur (loteamento municipal da Barrada).

Este programa municipal tem permitido a muitos munícipes a construção de habitação própria em loteamentos municipais, nas quatro freguesias do concelho, sendo o custo por m2 abaixo do custo de mercado, precisamente para permitir que munícipes com menor capacidade económica possam adquirir terreno e iniciar a construção da sua própria casa.

Querendo, podem ainda adquirir ao município o projeto tipo, também a baixo custo.

«Esta é uma das medidas que vem sendo pratica ao longo, dos vários anos, e que pretendemos promover, permitindo a fixação de pessoas no concelho, que nestes últimos anos tem conhecimento uma procura cada vez maior, de jovens e menos jovens, que procuram a região para se fixar», refere fonte do município».