Algarve forte na Bolsa de Turismo de Lisboa 2019

  • Print Icon

O município de Tavira aproveitou a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) para mostrar aos presentes o novo filme promocional do concelho. Tendo como ponto de partida «o caráter genuíno e inspirador da cidade e das freguesias», este vídeo promove a ação turística assente «na diversidade» que todo o território tavirense oferece, não só aos habitantes, como também aos visitantes. A autarquia explica que o objetivo é «gerar, junto do espetador, um sentimento de empatia, de partir à descoberta de um território que ainda permanece autêntico, nos seus usos e costumes, mas aberto às mudanças que o progresso proporciona». O novo conteúdo foi aprovado no âmbito da candidatura Qualificação e Promoção Turística e Cultural de «Tavira Todo o Ano» ao Programa Operacional CRESC Algarve 2020, tendo um custo próximo dos 24 mil euros e sendo comparticipado a 60 por cento.

Olhão com caminhadas e Festival do Marisco
Olhão deu a conhecer aos visitantes da BTL o projeto de percursos pedestres «Aqui tão perto». O Museu Municipal de Olhão – Edifício do Compromisso Marítimo tem vindo a implementar esta iniciativa, para acompanhar as novas tendências do turismo, e proporcionar a quem visita Olhão «uma experiência de aprendizagem e um despertar do interesse sobre o património cultural e natural do concelho». «Aqui tão perto» contempla um conjunto de seis percursos pedestres e culturais, que vão do barrocal ao litoral, passando pela serra. Olhão aproveitou ainda para apresentar o cartaz da edição de 2019 do Festival do Marisco, que este ano decorre de 9 a 14 de agosto, e traz à cidade Matias Damásio, Aurea, HMB, um Tributo aos Queen, Paula Fernandes, Ludmilla e Resistência.

Portimão é desporto e gastronomia
Num ano em que é Cidade Europeia do Desporto (CED), Portimão exibiu a curta-metragem «A Viagem», em estreia absoluta no maior certame turístico do país. O filme promove não apenas a atividade desportiva, mas todo o concelho. A autarca Isilda Gomes apresentou também o Passaporte CED 2019, que permite acompanhar ao pormenor todos os eventos, agora aliados à «grande oferta turística» do concelho. A presença na BTL ficou ainda marcada pela certificação da Estação Náutica de Portimão, com a entrega da respetiva bandeira. Este equipamento garantirá a qualidade do turístico náutico e dos serviços prestados aos visitantes, bem como o apoio informativo e a reserva de alojamento e serviços. Portimão será candidata ao concurso «7 Maravilhas Doces de Portugal» e os presentes puderam degustar as 12 propostas com que a cidade vai tentar vencer a prova, entre o Pastel Maldeçoado, as Algarvias, as Estrelas de Portimão e o Morgado,
entre outros.

VRSA aposta no turismo desportivo
Já o município de Vila Real de Santo António (VRSA) lançou, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), o plano de promoção do turismo desportivo e de natureza. Sob o mote «VRSA vive desporto», a estratégia foca-se no Complexo Desportivo local, estrutura que faz parte da rede de Centros de Alto Rendimento (CAR) nacionais e é responsável pela captação anual de estágios desportivos. A rede de 30 quilómetros de ciclovia, as potencialidades da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim, o conjunto de trilhos pedestres da Mata Nacional das Dunas Litorais, assim como as atividades marítimo-turísticas proporcionadas pelo Rio Guadiana são alguns dos argumentos em destaque. Entre os projetos em carteira está, por exemplo, a ambição de transformar VRSA na capital do triatlo nacional, já que o concelho possui características ideais para a modalidade, sendo palco de várias provas do campeonato nacional e regional, assim como de outras competições de longa distância.

Viagem a 1914 em São Brás de Alportel
Uma viagem no tempo por 105 anos de memórias é a proposta da terceira recriação histórica «São Braz d’Alportel, 1914», evento apresentado pelo município na Bolsa de Turismo de Lisboa 2019. Esta iniciativa bienal tem por objetivo reviver os tempos agitados da implementação da República, e sentir a emoção dos momentos da elevação de São Brás de Alportel a concelho, conquista do povo alcançada pela ousadia, coragem e determinação dos republicanos e livres pensadores e suportada pelo desenvolvimento da indústria corticeira.

O evento conta apoio do programa «365 Algarve» e com um enorme envolvimento da comunidade. Também foi apresentada a 28ª edição da Feira da Serra, de 25 a 28 de julho, e que terá o figo como produto de eleição. Este ano, o cartaz apresenta Calema (dia 25); Gipsy Kings (dia 26), HMB (dia 27) e o projeto Cantar Amália (dia 28).