Albufeira atende munícipes presencialmente mediante marcação prévia

  • Print Icon

Interessados têm também a possibilidade de esperar por uma vaga.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, emitiu um comunicado onde alerta os munícipes para a existência de possibilidade de um atendimento presencial pelos serviços municipais, mediante marcação prévia.

O autarca reage, desta forma, às várias queixas registadas nas redes sociais sobre a ausência de atendimento presencial na Câmara Municipal. No comunicado divulgado ontem, quinta-feira, dia 24 de setembro, o autarca voltou a lembrar os munícipes da possibilidade de serem atendidos em presença, «entre as 9h00 e as 14h30, desde que façam previamente a sua marcação. Há a possibilidade de esperarem por uma vaga. A marcação pode ser feita por correio eletrónico, no portal do município ou por telefone».

«Albufeira tem cerca de 40 mil habitantes e não há um só munícipe que não necessite dos serviços camarários. A Câmara Municipal não tem muitos funcionários, mas os que tem, têm dado provas de grande eficiência. Claro que entre centenas de pedidos que nos chegam todos os dias aos serviços, um ou outro fica para data posterior, mas o índice de respostas é elevado, mesmo muito positivo», reforça José Carlos Rolo.

O horário do município é entre as 9h00 e as 15h30, «estando os telefones disponíveis para todo o atendimento. O município tem verificado um volume acrescido de chamadas, pelo que quando não são atendidos de imediato, apesar do sinal de chamada, significa que alguém está em linha», esclarece o edil.

Outra situação que tem preocupado o município diz respeito aos pagamentos. «São centenas de munícipes que enviam comprovativos de pagamentos e não especificam rigorosamente a que é que se refere a transação. Em matéria de comunicação, há ainda alguns ajustes, de uma parte e de outra», conclui o presidente da Câmara.

O atendimento presencial está a ser feito  em cumprimento com as regras sugeridas pela Direção-Geral de Saúde e impõe aos munícipes que usem máscara e se socorram dos diversos meios de desinfeção dispostos por todo o edifício dos Paços do Concelho.

No referido comunicado, José Carlos Rolo salienta que «o momento é delicado e não podemos propiciar o aumento da contaminação por COVID-19, pelo que apelamos à compreensão de todos».