Albufeira renova apoio à capacidade empreendedora de crianças e jovens

  • Print Icon

Após o sucesso nas anteriores edições, o município renovou o protocolo de colaboração com a Junior Achievement Portugal, que visa incentivar a capacidade empreendedora das crianças e jovens do concelho.

O município de Albufeira assinou, pelo quinto ano consecutivo, um protocolo de colaboração com a associação Junior Achievement Portugal (JA), com vista a dar continuidade ao programa «Aprender a Empreender» nos três agrupamentos escolares do concelho.

O projeto, destinado a crianças e jovens dos seis aos 30 anos de idade, tem por objetivo desenvolver a capacidade empreendedora, o gosto pelo risco, a criatividade e a inovação na referida faixa etária da população do concelho.

No ano letivo de 2018-2019, participaram no projeto duas escolas do 1º Ciclo (EB1 Guia e Ferreiras) e quatro escolas do 2º e 3º Ciclo (EB 2,3 Paderne, Guia, D. Martim Fernandes e Ferreiras).

O programa integrou 17 sessões de 50 minutos, divididas por três temáticas distintas para cada nível de ensino: «A Comunidade» (1º Ciclo), «A Europa e Eu» (2º Ciclo) e «Economia para o Sucesso» (3º Ciclo).

No total, a iniciativa envolveu um total de 118 alunos, seis turmas, seis professores e cinco voluntários, trabalhadores de diferentes unidades orgânicas do município de Albufeira.

Para este ano a adesão ao programa intensificou-se, estando prevista a participação de 166 alunos: 61 do Agrupamento de Albufeira; 44 do Agrupamento Albufeira Poente e 61 do Agrupamento de Ferreiras.

Refira-se que o programa permite aos alunos de vários estabelecimentos de ensino «receberem formação determinante para o seu crescimento, no âmbito de uma cultura mais empreendedora, responsável e baseada em princípios éticos».

A JA Portugal, entidade responsável pela organização do programa a nível nacional, tem por objetivo «inspirar e preparar crianças e jovens para terem sucesso numa economia global, através de experiências transformadoras com base em três pilares fundamentais: Cidadania e Literacia Financeira, Educação para o Empreendedorismo e Competências para a Empregabilidade».